Fila

O cão da raça Fila foi o primeiro cachorro de raça brasileiro a ser reconhecido mundialmente.

Área de origem: Brasil

Família: mastiff inglês, bloodhound e bulldog inglês

Função original:
Cão de caça

Tamanho médio do macho:
Altura: 65-75 cm | Peso: 63-82Kg

Tamanho médio da fêmea:
Altura: 60-70 cm | Peso: 56-72Kg

  • Energia60%

  • Gosto por brincadeiras40%

  • Amizade com outros cães60%

  • Amizade com outros estranhos20%

  • Amizade com outros animais60%

  • Necessidade de exercícios80%

  • Apego ao dono80%

  • Facilidade de treinamento60%

  • Guarda100%

  • Cuidados com a Higiene do Cão40%

ORIGEM

A origem do Fila está na época da colonização do Brasil. Quando os Portugueses e outros Europeus chegaram ao país, trouxeram em sem seus navios diversas raças de cachorro. O fila é o resultado do cruzamento entre os mastiffs ingleses, bloodhounds e bulldogues. Ele ajudava os bandeirantes a desbravar as terras, os protegiam de animais ou qualquer outra ameaça, e chegaram até a fazer a captura de escravos fugitivos. Muitos acreditam que sua estrutura óssea é descendente dos mastiffs ingleses, sua resistência vem dos bulldogues, enquanto sua pele solta e orelhas baixas, dos bloodhounds. Os primeiros Filas tinham uma fisionomia que dava a impressão de extrema violência, então ele foi cruzado mais uma vez com outra raça para ganhar uma fisionomia mais agradável ficando como é hoje. Seu nome é sinônimo de fidelidade devido a sua lealdade a seus donos.

CARACTERISTICAS

Nas características físicas do Fila, a primeira que pode ser descrita é com relação à sua altura que chega aos 70cm, podendo pesar até 60Kg, tudo quando adulto. Tem um porte físico forte, com estrutura óssea bem definida assim como sua musculatura. Apesar do porte físico grande, eles chamam atenção por ter um andar elegante, nada desajeitado, lembrando um gato. As características do Fila que mais se destacam são sua pelagem curta e lisa; e coloração, disponível em castanho, preto e marrom escuro.

TEMPERAMENTO

O temperamento do Fila é calmo, comportado, equilibrado e atencioso. Seu nível de fidelidade é extremo e chama muita atenção, apesar de muitos cães serem, o do Fila se sobressai. Devido a essa devoção, são bons cães de guarda, e latem apenas se sentem algo de errado. Apesar de todas estas qualidades, são teimosos, o que pode torná-los um pouco desobedientes, então é preciso paciência na hora de ensinar.

DOENÇAS

As principais doenças do Fila, aquelas que estão propícios a contrair ou hereditárias são: displasia coxo-femural e torção gástrica. Além dessas, estão propensos a ter outras doenças como inflamações, raiva, entre outras. A torção gástrica, como já diz o próprio nome é uma torção do estômago, que causa compressão da circulação na região abdominal. Os tratamentos preventivos envolvem visitas periódicas ao veterinário, vacinações e atenção. Quando o cachorro frequenta regularmente o veterinário fica mais fácil perceber os primeiros sinais clínicos destas e outras doenças, e realizar diagnósticos precisos para tratamento.

CUIDADOS ESPECIAIS

Os cuidados especiais do Fila são em primeiro lugar as atividades físicas e o carinho da família. São cães de grande porte que dificilmente ficam doentes ou precisam de uma atenção especial ao pêlo. Por ser um cão ativo, ele precisa gastar sua energia, para isso passeios diários e brincadeiras saudáveis em casa já ajudam. Seu habitat precisa ser um local com muito espaço, para que possam sempre se entreter com várias atividades e correr a hora que precisar. Gostam mais de estar perto da natureza do que em grandes cidades, um dos motivos é por ainda preservar seu instinto caçador, e gostar de explorar. Cães como ele se ficam sem exercícios e sem a devida atenção podem se sentir frustrados e desencadear uma agressividade nada comum à raça. O exercício ajuda a deixá-los mais comportados, além de trabalhar mente e corpo. Sua alimentação deve ser balanceada e os banhos regulares, sem contar as visitas ao veterinário.